Banner 1

 


A morte do comerciante Clézio Saraiva Dantas de 44 anos, ocorrida no último dia 05, vítima de um ataque criminoso, está sendo tratada como homicídio. A confirmação foi dada pelo delegado Inácio Rodrigues da 2ª Delegacia Distrital, onde o caso foi registrado em Boletim de Ocorrência. O comerciante morreu no Hospital Walfredo Gurgel em Natal, depois de passar cerca de 15 dias internado na Ala de Queimados daquela unidade hospitalar.

Segundo dados do BO, na madrugada do dia 21 de agosto a vítima estava no muro de sua residência, localizada no Bairro Nova Betânia, em Mossoró, esperando a caixa d'água encher quando foi atacada por um homem que pulou o muro da residência, jogou um líquido inflamável no corpo de Clézio, ateou fogo e depois fugiu.

A vítima teve parte do corpo queimado, sendo a mesma socorrida para o Hospital Tarcísio Maia e devido a gravidade dos ferimentos precisou ser transferido para o Hospital Walfredo Gurgel em Natal, capital do estado. No dia 05 deste mês Clézio não resistiu. O corpo dele foi transladado para Mossoró, onde foi sepultado.

O delegado Inácio Rodrigues estava investigando o crime como tentativa de homicídio, mas agora com a morte da vítima, o caso passa a ser tratado como Homicídio. Ele, disse que o inquérito está quase concluído, inclusive com autoria definida e que em pouco mais de dez dias será remetido à Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que vai dar sequência ao processo investigativo. O delegado não quis dar detalhes sobre a dinâmica do crime para não atrapalhar as investigações. Diante da confirmação de homicídio, a cidade de Mossoró, passa a contabilizar 111 assassinatos em 2021.

Fim da Linha


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem