Banner 1

 

As Olimpíadas de Tóquio terminaram com o saldo de melhor campanha da delegação brasileira em uma edição dos Jogos. O recorde de 21 medalhas conquistadas aumentou os prêmios: foram distribuídos R$ 4,6 mi, concedidos pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) às campeãs e campeões brasileiros.

A ginasta Rebeca Andrade, que deu show faturando um ouro no salto e uma prata na competição individual, recebeu sozinha boa parte do prêmio — R$ 400 mil. Rebeca, escolhida para carregar a bandeira do país na cerimônia de encerramento dos Jogos no Japão, recebeu R$ 250 mil pelo ouro e R$ 150 mil pela prata. Esse era o prêmio estipulado pelo COB pelo primeiro e segundo lugares no pódio olímpico. O bronze deu bônus de R$ 100 mil a cada medalhista. As informações já haviam sido divulgadas pelo COB, mas foram levantadas pelo Suno.

Veja quanto cada medalhista acabou ganhando como prêmio pelas conquistas olímpicas:

Ganharam ouro e R$ 250 mil cada:

– Rebeca Andrade, da ginástica artística

– o surfista Italo Ferreira

– a dupla Martine Grael e Kahena Kunzee da vela

– Isaquias Queiroz, campeão da canoagem;

– o boxeador Hebert Conceição;

– a nadadora Ana Marcela, campeã da maratona aquática;

– o time de futebol masculino vai dividir R$ 750 mil pelo posto mais alto no pódio.

Faturaram prata, prêmio de R$ 150 mil:

– os skatistas Pedro Barros. Kelvin Hoefler e Rayssa Leal: cada um conquistou R$ 150 mil;

– a boxeadora Bia Ferreira Boxe também ficou com R$ 150 mil;

– novamente Rebeca Andrade, da ginástica artística;

– O vôlei feminino leva R$ 450 mil para a equipe;

Ganharam bronze e, cada um, R$ 100 mil:

– os nadadores Bruno Fratus e Fernando Scheffer;

– o corredor Alison dos Santos, nos 400 m com barreira, do atletismo;

– Thiago Braz no salto com vara;

– Daniel Cargnin no judô até 66kg;

– Mayra Aguiar no judô até 78 kg;

– o boxeador Abner Teixeira;

– as tenistas Laura Pigossie e Luisa Stefani;


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem