Banner 1

 

Morreu na manhã desta 3ª feira (24.ago.2021) aos 80 anos Charlie Watts, baterista da banda Rolling Stones desde 1963. Ele estava em um hospital de Londres, acompanhado da família. A causa da morte não foi divulgada.

Segundo comunicado do seu assessor de imprensa publicado nas redes sociais da banda, o músico faleceu “pacificamente”. “Charlie era um marido, pai e avô querido e também como membro dos Rolling Stones um dos maiores bateristas de sua geração. Solicitamos gentilmente que a privacidade de sua família, membros da banda e amigos próximos seja respeitada neste momento difícil”, diz a nota.

Watts deixa a esposa Shirley Ann Shepherd, com que era casado desde 1964, a filha Seraphina e netos.

Semanas antes, a banda já havia comunicado que Watts não participaria de uma turnê pelos Estados Unidos. “Charlie passou por um procedimento que foi totalmente bem-sucedido, mas seus médicos concluíram que ele agora precisa de descanso e recuperação adequados”, disse um representante da banda em um comunicado na época, segundo a revista Rolling Stone. “Com os ensaios começando em algumas semanas, é muito decepcionante para dizer o mínimo, mas também é justo dizer que ninguém previu isso.”

Ele foi diagnosticado com câncer na garganta em 2004, mas se recuperou depois de uma radioterapia.

Apesar de não estar entre os fundadores dos Rolling Stones, como o vocalista Mick Jagger e o guitarrista Keith Richards, Watts era um dos integrantes mais antigos do grupo. Antes de chegar aos Stones, o baterista participou do grupo Blues Incorporated.

Watts é considerado um dos maiores bateristas do rock. De postura discreta, deu às músicas dos Stones um ritmo dançante e marcado, legado do blues e do jazz, gêneros com os quais ele se identificava.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem