Banner 1

 


Nesta sexta-feita, 13, a deputada estadual Isolda Dantas (PT), em evento da Casa de Acolhimento de Mossoró, na sede do Centro Feminista 8 de março, solicitou as providências necessárias para a transformação da DEAM de Mossoró em Delegacia da Mulher 24 horas.

O pedido foi feito diretamente à Júlia Arruda, secretária titular da SEMJIDH representando o governo, e a Érica Canuto, promotora da Justiça, do MPRN. O documento deve ser formalizado e enviado à governadora Fátima Bezerra.

“É fundamental que todas as políticas pensadas para as mulheres, especialmente, cheguem, sejam interiorizadas. Mossoró precisa ter uma delegacia 24h para contribuir com a rede de acolhimento das mulheres vítimas de violência”, reivindicou a deputada Isolda em sua fala.

A deputada também alertou para os casos frequentes de violência, assassinatos e denúncias em Mossoró.

De acordo com dados da prefeitura de Mossoró, neste ano, o município registrou quase 3 mil processos na vara especializada e quase 140 chamadas recebidas pela Patrulha Maria da Penha somente nos primeiros seis meses de 2021. A Patrulha Maria da Penha recebeu só nesse semestre 139 chamadas.

“Os índices estão altos e aumentaram ainda mais com a pandemia. Não é à toa que criamos a Delegacia Virtual da Mulher, que já está funcionando em todo o RN. Mas temos que aprimorar as ações em favor do enfrentamento da violência às mulheres e facilitar a denúncia é uma delas”, alertou Isolda.

A Casa de Acolhimento veio para Mossoró por pedido da deputada Isolda, que funciona desde outubro do ano passado e no evento de hoje teve o contrato renovado.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem