Banner 1

 


O aposentado Manoel Pereira da Silva, de 70 anos, irmão do ex-prefeito de Caraúbas, Aguinaldo Pereira da Silva, foi executado a tiros na manhã de sábado num trecho da RN 405, entre as BRs 110 e 304, no território do município de Upanema-RN.

Manoel Pereira morava em Patu. É da numerosa família Simeão. Ele seguia com Francisco Mirisvam Almeida da Silva num Fiat Uno prata, licenciado para Timbaúba/PE, na direção de Assu. Este veículo restou incendiado por volta das 14h30 da tarde deste sábado.

O ataque aconteceu perto de uma ponte de ferro, feita pela Petrobras. Com os tiros, o veículo desceu o barranco. Manoel Pereira ainda foi socorrido com vida para o hospital de Upanema, mas não resistiu aos ferimentos. Merisvam Almeida não foi encontrado de imediato.

Cerca de uma hora depois, ele pediu socorro às margens da BR 110. Foi levado para Upanema e depois transferido para outro Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Seu quadro de saúde não foi informado.

Envolvimento

As primeiras informações apontam que Manoel Pereira era o alvo dos atiradores. Ele já tem envolvimento com a polícia. Segundo consta no sistema, ele estava preso até pouco tempo por furto de animais e estava em liberdade através de alvará emitido pela Justiça.

Irmãos assassinados

O primeiro dos irmãos de Manoel Pereira que foi assassinado a tiros foi João Pereira da Silva, no dia 23 de dezembro de 1999, numa residência em frente à Praça Reinaldo Pimenta, no Centro de Caraúbas. Na ocasião, também foi morta a enfermeira Walquíria Batista.

No dia 8 de novembro de 2001, Aguinaldo Pereira da Silva, um caseiro e dois seguranças foram executados na RN 117, altura da localidade de Lagoa de Pau. Na ocasião, também morreu a esposa de Aguinaldo Pereira, Antonieta Fernandes, em decorrência do capotamento do carro.

Outro irmão de Manoel Pereira também morto a tiros, foi Elinaldo Simião Pereira, no dia 3 de março de 2006, na cidade de Pau dos Ferros.

Mossoró Hoje



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem