Banner 1


Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro promoveram atos no domingo (1º.ago.2021) a favor do voto impresso. Até a última atualização desta reportagem, as manifestações ocorriam em pelo menos 25 capitais, entre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Manaus, Salvador, Recife e Florianópolis.

A hashtag “Brasil Pelo Voto Auditável” também era o 3º assunto mais comentado no Twitter no Brasil, com 91.000 menções até 16h30.

Aracaju (SE), capital de Sergipe, a manifestação começou no início da tarde. Em Belém (PA), manifestantes se aglomeraram ao redor de um carro de som e realizaram carreata. Na capital mineira, Belo Horizonte (MG), os manifestantes gritaram palavras de ordem como “Todo poder emana do povo”, e “Presidente Bolsonaro, eu autorizo”. O ato se concentrou na Praça da Liberdade. O ex-ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, esteve presente.

Em Brasília (DF), capital federal, o ato foi realizado na Esplanada dos Ministérios.

O ex-ministro de Relações Exteriores Ernesto Araújo estava presente e discursou para os manifestantes. Outros políticos aliados do presidente participaram, como as deputadas Bia Kicis (PSL-DF), Carla Zambelli (PSL-SP) e a ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

O presidente Jair Bolsonaro, desta vez, não compareceu presencialmente. Mas falou aos manifestantes em uma videoconferência.

Campo Grande (MS), capital do Mato Grosso do Sul, os manifestantes também promoveram carreata. Pedestres se reuniram às margens da avenida com placas e bandeiras.

Em Cuiabá (MS), os manifestantes organizaram uma carreata. Já em Fortaleza (CE), a capital cearense começou sua manifestação perto das 16h. 

A manifestação em Goiânia (GO) teve tom de festa com carros de som executando paródias a favor do governo e contra opositores políticos. Na capital do Alagoas, Maceió (AL), os apoiadores do governo fizeram passeata embaixo de chuva. Em Natal (RN) o ato começou por volta de 15h.

Em Porto Alegre (RS), um áudio do presidente Bolsonaro foi reproduzido durante a manifestação. Em Recife (PE), o atual ministro do Turismo, Gilson Machado, compareceu à manifestação.

No Rio de Janeiro (RJ) a manifestação aconteceu em Copacabana. Os manifestantes gritaram palavras de ordem contra o PT (Partido dos Trabalhadores) em Salvador (BA). 

Em São Luís (MA) os manifestantes protestaram contra o governador local, Flávio Dino (PSB). Na maior capital do país, São Paulo (SP), os apoiadores de Bolsonaro tomaram a Avenida Paulista. Já em Vitória (ES), a manifestação começou por volta de 16h.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem