Banner 1

 


Em contato com o Portal Mossoró hoje, no último sábado (17), o prefeito Allyson Bezerra fez uma breve  avaliação dos primeiros seis meses de sua gestão. Segundo o chefe do executivo municipal, a prefeitura estava diante de um rombo de quase 1 bilhão, problemas estruturais graves em todos os setores e em meio a uma pandemia.

“Foi necessário neste primeiro momento muito diálogo”, diz o prefeito Allyson Bezerra, lembrando que encontrou dívidas milionárias junto a fornecedores e prestadores de serviços, que inviabilizava praticamente 100% da gestão municipal.

Allyson Bezerra diz que chamou os prestadores de serviços e falou: “estamos aqui neste momento difícil, complicado, mas nós queremos mudar Mossoró. Aí tivemos que tomar medidas para conter despesas. Cortamos contratos que, ao nosso ver, não eram necessários e estavam onerando o município”, acrescenta Allyson Bezerra.

Quando assumiu a Prefeitura de Mossoró, havia uma reclamação generalizada de toda a zona rural do município por água. Também nos serviços de saúde, faltavam médicos nos postos de saúde e Unidade Básica de Saúde, tanto na zona rural como na cidade. Na educação, as escolas estavam abandonadas. Na segurança, faltavam viaturas e organização.

As estradas de acesso a zona rural estavam intransitáveis, em diversas regiões. Na cidade, o trânsito, como sempre, caótico, em especial, devido ao calçamento mal feito que se desmanchou pouco tempo depois que a empresa concluiu a obra. Parecia prática comum este tipo de serviço altamente danoso aos cofres públicos.

A folha de pagamento também estava em atraso. Os servidores em pagos em fatias e havia um rombo superior a R$ 250 milhões na Previ, que coloca em risco a futura aposentadoria dos servidores. Como se já não bastasse tamanho descaso, havia a pandemia causada pelo novo coranavirus em andamento, sendo o primeiro semestre de 2021 o mais mortal do que o início.

Nos primeiros seis meses de gestão, Allyson Bezerra conseguiu regularizar o pagamento integral dos servidores e fez todos os repasses previstos em Lei a Previ, inclusive os 9 parcelamentos que a ex-prefeito Rosalba Ciarlini havia feito para fugir de suas responsabilidades e jogar para a gestão seguinte pagar, como fez com o Governo do Estado.

Com relação ao abastecimento na zona rural, o prefeito analisa que a Secretaria de Agricultura agiu rápido e com eficiência tento resolvido quase 100% dos casos em pouco tempo. Sobre as escolas, foi necessário um mutirão para recuperar e limpar as escolas, além de estrutura para receber os alunos quando reduzir a transmissibilidade do novo coronavirus.

Na saúde, o prefeito Allyson Bezerra destacou que levou médicos para as UBS na cidade e zona rural. Lembrou que Hipólito, Jucuri, Passagem de Pedras não tinha médico, assim como na Estrada da Raiz e outras comunidades, e que agora tem. Falou também que está dando sequência a estruturação das UBS, que estavam paradas há muito tempo.

Haviam dezenas de obras paradas e outras com erros grosseiros em projetos, que não tinha como concluir. Teve correções de projetos, empresas destratando e tendo que contratar outras, de tal forma que aos poucos, em seis meses, já foi possível concluir UEIs, UBS e estradas. Atualmente lembra que está trabalhando para retomar a construção da ponte de acesso ao Planalto 13 de Maio, que fica na Rua Benício Filho/Ilha de Santa Luzia.

Talvez entre os principais desafios nestes primeiros seis meses de gestão, esteja o combate a covid19. O prefeito lembra que abriu o centro de testagem no Ginásio Pedro Ciarlini, atuou na fiscalização junto com o governo do estado, e que elaborou junto com a equipe um plano de vacinação modelo, mobilizando mais de 300 pessoas numa parceria com Sesi Clube.

O prefeito Allyson Bezerra finaliza dizendo que continua a contar com a compreensão dos prestadores de serviços e fornecedores, assim como dos servidores da Prefeitura de Mossoró, para nos próximos 6 meses avançar ainda mais. Aposta alto na atração de empresas, um processo lento, porém necessário para aquecer a economia regional gerando empregos.

Confira as declarações do prefeito feitas ao jornalista Cezar Alves:


Mossoró Hoje



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem