Banner 1

 


A Polícia Federal deflagrou uma operação contra um suposto grupo criminoso que teria fraudado o Auxílio Emergencial e recebido quase R$ 15 mil indevidamente no Rio Grande do Norte.

Cerca de 20 policiais federais cumpriram 4 mandados de busca e apreensão nas cidades de Mossoró, Tibau e Grossos, na Região Oeste Potiguar, nesta quinta-feira (8), dentro da Operação Espúrio.

Segundo a corporação, as investigações começaram em fevereiro, a partir da análise de notícias de fraudes ao Auxílio Emergencial na Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial, que centraliza as contestações de beneficiários à Caixa Econômica Federal.

Segundo os investigadores, o grupo realizava o cadastro de terceiros para receber o benefício emergencial por meio do aplicativo Caixa Tem e, após a concessão do auxílio, os valores eram movimentados para contas controladas pelos integrantes da quadrilha por meio de transferências eletrônicas ou de pagamentos de boletos.

De acordo com a PF, até agora, foram identificadas 28 parcelas indevidas do Auxílio Emergencial, totalizando prejuízo de mais de R$ 15 mil aos cofres públicos.

"Os envolvidos responderão pelos crimes de furto qualificado e estelionato qualificado, cujas penas, somadas, podem alcançar 14 anos e 8 meses de reclusão", informou a PF.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem