Banner 1

 


O mercado subiu de 5,97% para 6,11% a estimativa para a inflação de 2021, segundo o Boletim Focus. Foi a 14ª vez consecutiva que os operadores aumentam as projeções para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

O documento é divulgado semanalmente pelo BC (Banco Central) com as perspectivas dos operadores do mercado em relação aos principais indicadores da economia.

A meta para a inflação é de 3,75% neste ano, com intervalo de tolerância, de 1,5 ponto percentual, para mais e para menos (de 2,25% para 5,25%). O Boletim Focus indica que o IPCA ficará acima do teto da meta.

Para 2022, o mercado reduziu de 3,77% para 3,75% a estimativa para o índice de preços.

O mercado também subiu de 5,18% para 5,26% a estimativa de crescimento econômico deste ano. Para o PIB (Produto Interno Bruto) de 2022, a projeção saiu de 2,10% para de 2,09%.

As perspectivas dos analistas para a taxa básica de juros, a Selic, subiram de 6,5% para 6,63% em 2021. O mercado projeta numa alta para 7% no próximo ano.

Os operadores estimam que o dólar encerre 2021 a R$ 5,05, ligeira alta ante a projeção anterior de R$ 5,04.

Poder 360


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem