Banner 1

 


A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) anunciou na sexta-feira (30) que vai reverter mais 27 leitos de UTI Covid para atendimento geral na próxima semana no Rio Grande do Norte.

De acordo com a pasta, os leitos revertidos estão nos municípios de Santo Antônio, Apodi, João Câmara, São Paulo do Potengi e Pau dos Ferros.

Além disso, a pasta informou que, no dia 1° de agosto, vai encerrar o contrato com a Liga Mossoroense para manutenção de leitos exclusivos Covid.

Também em Mossoró, outros 20 leitos de UTI Covid serão desmobilizados no Hospital São Luiz. A Sesap partilhava um contrato com a prefeitura de Mossoró para leitos na unidade particular.

O motivo para a reversão e o fechamento de leitos de UTI é a menor taxa de internação e mortes no estado. Segundo o Regula RN, o estado atualmente tem cerca de 40% de ocupação dos leitos.

"Os indicadores mostram que estamos com cenário que demonstra o sucesso das iniciativas de controle, viabilizadas com a parceria com os municípios, dados que também se expressam na queda da taxa de ocupação, hoje em torno de 40%”, disse o secretário de Saúde Cipriano Maia.

Segundo a secretária adjunta da Sesap, Maura Sobreira, as solicitações de leitos no estado têm diminuído de forma considerável nos últimos três meses.

“Em maio tínhamos uma média de 150 solicitações de leito por dia, passando a 69 em junho e 38 em julho, o que repercute diretamente na taxa de ocupação de leitos, que se mantém em 40%”, ressaltou.

Maura lembra que neste ano o RN chegou a ter 840 leitos Covid e atualmente conta com 706 leitos destinados ao tratamento da doença.

“Isso mostra que a reversão tem sido bem executada, a modo de manter a taxa de ocupação mais baixa”, comentou. Ela pontuou ainda que todas as regiões do estado permanecerão com leitos Covid.

Mais de 90 leitos revertidos

Outras reversões já começaram a ser feitas no Rio Grande do Norte desde que os índices começaram a melhorar neste mês de julho.

O objetivo é possibilitar o atendimento a outras patologias e a retomada de cirurgias eletivas, que foram adiadas pela pandemia.

"Já foram mais de 90 leitos revertidos para leitos de UTI geral e clínicos, espalhados em várias regiões de saúde do estado. Isso tudo para que nós possamos inclusive retomar as cirurgias eletivas, atender outras demandas que estavam represadas diante da pandemia", explicou Maura Sobreira.

"Seguimos esse planejamento e a previsão é de que nos próximos 10 dias em torno de 90 leitos estejam revertidos".

No Hospital João Machado, em Natal, já foram revertidos cinco leitos – ficando a unidade com 50 leitos de UTI Covid e 20 leitos de UTI Geral.

No Hospital Coronel Pedro Germano (Hospital da PM) a reversão foi de dez leitos, mesmo número do Hospital Regional Telecila Freitas Fontes, em Caicó. Em Mossoró, no Hospital Regional Tarcísio Maia são cinco leitos semi-intensivos.

Apesar da melhora nos indicadores da pandemia, o secretário de Saúde alerta que não é momento de relaxar.

"Queremos alertar a população de que os cuidados precisam ser mantidos, não temos que baixar a guarda para o risco de circulação de novas variantes, como temos visto em alguns países”, falou Cipriano Maia.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem