Banner 1

 


Considerado a prévia do PIB (Produto Interno Bruto), o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica) registrou alta de 0,44% em abril na comparação com o mês anterior. Os dados foram divulgados nesta 2ª feira (14.jun.2021) pelo Banco Central.

Na comparação com o mesmo mês de 2020, o índice registrou alta de 15,92%. Mas no acumulado de 12 meses, a queda foi de 1,2%. Até o mês de abril, o IBC-Br registrou uma alta de 4,77%.

Essa foi a 3ª alta mensal do ano em relação ao mês anterior. Março foi o único mês que registrou queda, quando recuou 1,61%.

Com os resultados do mês, o índice atingiu os 139,65 pontos na série dessazonalizada. O patamar ficou acima do registrado em fevereiro de 2020, ou seja, antes da pandemia.

ENTENDA O INDICADOR

O IBC-Br mede a evolução da atividade econômica e auxilia o Banco Central nas decisões sobre possíveis alterações na Selic, a taxa básica de juros. O índice considera informações sobre o nível de atividade de indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o PIB (Produto Interno Bruto), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado do 1º trimestre mostrou crescimento da economia em 1,2%. O IBC-Br indicava alta de 2,3% no período.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem