Banner 1

 


O presidente da Câmara, vereador Lawrence Amorim (SD) entregou um ofício ao Ministro das Comunicações Fábio Faria, solicitando um equipamento que permita a transmissão em canal aberto da programação da TV Câmara Mossoró. A entrega ocorreu na tarde de quarta-feira, 16, em um encontro realizado no Palácio da Resistência.

Atualmente, a TV Câmara Mossoró é transmitida pelo canal 23.2 da TCM. “Queremos ampliar o acesso dos mossoroenses à programação da TV Câmara. E com a transmissão aberta, mais pessoas poderão acompanhar a transmissão das sessões ordinárias e conhecer melhor o trabalho do legislativo”, afirmou Lawrence.

O diretor da Fundação Aldenor Nogueira, Jório Nogueira, também assinou o ofício. A Fundação é o órgão mantenedor da TV Câmara Mossoró e foi fundada no período em que Jório foi presidente da Câmara.

O ministro Fábio Faria afirmou que vai analisar a solicitação. “Podemos fazer uma parceria com a EBC, que é responsável pela TV Brasil e possui um canal aberto. Vamos fazer esse estudo e encaminhar uma resposta ao presidente da Câmara”, garantiu.

Câmara participativa

A busca por apoio para que a transmissão da TV Câmara aconteça também em canal aberto faz parte de um projeto do vereador Lawrence, que quer dar mais transparência e facilitar a participação da população nos trabalhos desenvolvidos no Poder Legislativo.

Outro projeto apresentado por Lawrence e que também tem como objetivo facilitar o acesso das pessoas à Câmara foi o Projeto de Resolução que cria o Banco de Ideias Legislativas. A iniciativa visa criar um espaço dentro do site da Câmara Municipal de Mossoró para que a população envie indicações e projetos de lei que ficarão acessíveis a todos os vereadores.

As ideias enviadas pela população poderão ser encaminhadas pelos parlamentares para que sejam executadas pelo Poder Executivo Municipal. “O Banco de Ideias vai permitir um contato mais rápido das pessoas conosco. Nesses seis meses de trabalho, sempre trabalhei objetivando encurtar a distância entre meu gabinete e população, e agora teremos mais uma ferramenta para que isso ocorra”, explicou. A resolução foi aprovada no dia 8 de junho e em breve deverá começar a ser implementada.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem