Banner 1

 


A deputada estadual Isolda Dantas (PT) apresentou à Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (08), um projeto de lei que determina a vacinação de lactantes, mesmo sem comorbidades, contra a Covid-19 no estado do Rio Grande do Norte.

A deputada cita que recebeu muitos pedidos para que as mulheres mães que estão amamentando sejam incluídas como categoria prioritária na imunização contra o coronavírus. E, para além dos pedidos, acredita na importância desta solicitação. 

Há documento publicado pela Sociedade Brasileira de Pediatria que destaca o benefício da vacinação da gestante e/ou da lactante, que é propiciar a proteção destas mulheres contra a covid-19, diminuindo, portanto, o risco de transmitir a infecção aos filhos destas mães vacinadas. 

A parlamentar argumenta ainda que pesquisas recentes mostram a presença de anticorpos no leite materno de pessoas vacinadas contra o coronavírus, e assim, potencialmente poderiam proteger o bebê amamentado.

No momento, apenas os estados da Bahia (BA), Piauí (PI), Mato Grosso (MT) e Mato Grosso do Sul (MS), iniciaram a vacinação de lactantes sem comorbidades, mas a mobilização está presente em 23 estados e no Distrito Federal. 

“Nesse momento, minha luta é também pela priorização das vacinas para todas essas mulheres. Além, de ser uma estratégia, de que com uma dose da vacina protegemos os dois. A inclusão dessas mulheres no grupo prioritário de vacinação é fundamental e será uma grande vitória”, defendeu Isolda.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem