Banner 1

 


O Instituto Butantan entregou nesta quarta-feira (16) um novo lote com mais um milhão de doses da Coronavac ao Programa Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.

A remessa, que faz parte do segundo contrato com o governo federal, é a segunda liberada nesta semana. Na segunda-feira (14), um lote com um milhão de doses foi entregue ao governo federal.

De acordo com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), até 30 de setembro o governo estadual vai conseguir entregar 100 milhões de doses. Com o envio desta quarta, o Butantan chega à marca de 50 milhões de doses fornecidas ao Ministério da Saúde desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial da Coronavac foi aprovado pela Anvisa.

“Estamos entregando mais 1 milhão de doses da vacina do Butantan, da coronavac, a vacina do Brasil, para o Ministério da Saúde. Agora são 50 milhões de doses entregues para a vacinação no braço dos brasileiros. É a metade do compromisso estabelecido pelo Butantan com o Ministério da Saúde, de 100 milhões de doses. E vamos prosseguir com as entregas”, disse Doria.

Na última sexta-feira (11), o Instituto Butantan retomou as entregas após paralisar a sua produção por falta do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) e entregou 800 mil doses ao PNI. Ao longo deste mês, mais de 5 milhões de doses devem ser liberadas. 

O novo lote com 5 milhões de doses está sendo produzido a partir dos 3 mil litros de IFA recebidos em 5 de maio.

O envase da matéria-prima foi iniciado no último dia 27 e terminou na madrugada do dia 30. Parte das doses já envasadas encontra-se em outras etapas do processo produtivo, como inspeção de controle de qualidade.

As doses entregues nesta quarta já contemplam o segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de vacinas. O primeiro, de 46 milhões, foi cumprido em 12 de maio. 

Um novo lote de 6 mil litros de IFA para a produção de mais 10 milhões de doses deverá chegar a São Paulo até o final deste mês.

CNN Brasil



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem