Banner 1

 


O presidente Jair Bolsonaro confirmou na 3ª feira (15.jun.2021) a prorrogação do auxílio emergencial em mais “duas ou 3 parcelas”, além da intenção de aumentar o valor do Bolsa Família em cerca de 50% a partir de dezembro, com o valor médio do programa indo a R$ 300.

“Já está definido: mais duas ou 3 parcelas de auxílio emergencial de em média R$ 250. Agora, no tocante ao Bolsa Família nós tivemos uma inflação durante a pandemia, no tocante aos produtos da cesta básica. […] A ideia é dar um aumento de 50% em dezembro, para sair de em média R$ 190 para R$ 300. É isso que já está praticamente acertado aqui”, disse.

As tratativas inicias da equipe econômica previam a possibilidade de aumentar o programa para, em média, R$ 250, cifra menor que a anunciada por Bolsonaro. Segundo o jornal o Estado de S. Paulo, o valor poderia estourar o teto de gastos previsto para 2022.

Até agora, o governo pagou R$ 17,9 bilhões dos R$ 44 bilhões previstos inicialmente para o auxílio emergencial em 2021, segundo o Portal da Transparência.

A lógica para a prorrogação é que o benefício contemple os mais vulneráveis enquanto não há vacina. Governadores têm estimado que até setembro todos os brasileiros adultos já estarão vacinados.

Poder 360



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem