Banner 1


Vários serviços públicos foram suspensos nesta segunda-feira (7) como uma medida de segurança em Manaus (AM). Integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) fizeram ataques incendiários neste domingo (6) depois que a Polícia Militar matou um líder do tráfico na capital amazonense. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) já havia anunciado no domingo (6) que a operação do transporte coletivo seria suspensa na manhã desta segunda (7). Ônibus foram depredados e incendiados durante os ataques, o que motivou o recolhimento da frota.

A prefeitura anunciou o fechamento de todas as escolas da rede municipal de ensino. Foi suspenso o atendimento ao público na sede da secretaria municipal de Administração, Planejamento e Gestão e em órgãos ligados à secretaria municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação.

As portas também estão fechadas nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), nas cozinhas comunitárias e no restaurante popular do bairro Compensa.

As unidades básicas de saúde, as clínicas da família e os demais centros de atendimento têm previsão de abrir somente às 11h desta segunda, o que inclui a vacinação contra Covid-19.

Os ataques do Comando Vermelho tiveram como alvos ônibus do transporte público, uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), agências bancárias, viaturas policiais, e a rotatória Umberto Calderaro Filho, conhecida como “bola das letras”, que havia sido inaugurada há quatro dias.

Brasil 247




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem