Banner 1

 

Anunciando que o prefeito de Mossoró conta hoje com uma aprovação de 67%, o vereador Raério Araújo (PSD), rebateu as críticas e negou que venha existindo perseguição a servidores públicos municipais. A questão diz respeito à exigência na presença dos servidores durante os dois expedientes, como manda o cronograma oficial nas Unidades Básicas de Saúde. De acordo com o vereador, o problema reside no fato de alguns servidores que não quererem cumprir com o seu expediente.

O vereador Raério Araújo defende a atual gestão afirmando que hoje a situação não é mais igual ao passado, citando os últimos 20 anos nos quais, segundo ele, alguns servidores se sentiam donos da prefeitura. “Hoje o prefeito quer moralizar. Funcionários não querem trabalhar e hoje tem ponto e dizem que é perseguição. Se são dois expedientes, é preciso comparecer. Aquelas pessoas que pensavam que eram donas da prefeitura, isso acabou. É daqui para frente, com as mudanças que meia dúzia continuam criticando”, avaliou. Raério também comentou as críticas que recebe nas redes sociais, afirmando que podem continuar e ele responderá com firmeza.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem