Banner 1

 


O ministro Fábio Faria (Comunicações) fez um “desabafo” a favor do vereador e filho do presidente Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Deu a declaração em evento de liberação da liberação da ponte estaiada sobre o Rio Parnaíba, em Santa Filomena (PI), e chamou o “02” para o palco.

“Apareça, Carluxo, não fique no Rio, não. Fique ao lado do seu pai em Brasília”, disse o ministro.

A fala de Fábio foi feita quando criticava a condução da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado.

“Sabe o que a gente está vendo na CPI? Que o filho não pode ficar perto do pai. Se tiver alguma reunião ou almoço do Bolsonaro, e algum filho tiver perto, é crime, general Heleno. Quero ver se o senador Renan [Calheiros] não conversa com o filho dele em Alagoas. Quero saber se os senadores que estão na CPI não conversam com seus filhos”, declarou.

O ex-presidente da Pfizer no Brasil Carlos Murillo disse aos senadores em 13 de maio que a reunião para debater entraves de acordo da farmacêutica com o governo contou com a presença de Carlos Bolsonaro.

Segundo o ministro afirmou nesta 5ª feira, os opositores “fazem isso porque sabem que Carlos Bolsonaro foi responsável pela eleição de Jair Bolsonaro”.

Depois de elogiar o vereador, Fábio Faria o convidou para subir ao palco. Carlos cumprimentou o ministro e se sentou em uma cadeira.


Poder 360


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem