Banner 1

 

Na sessão ordinária de terça-feira, 27 de abril, a vereadora Marleide Cunha (PT) explicou o porquê de o Governo do Estado não poder disponibilizar as vacinas da reserva técnica e cobrou maior responsabilidade da Prefeitura de Mossoró na distribuição das vacinas, para que as segundas doses não faltem.

Marleide explicou que a reserva técnica de 5% do total de imunizantes que é destinado a cada Estado é obrigatória. “E esse quantitativo de vacinas que ficam guardadas serve para eventuais emergências, como acidentes, falta de energia, entre outros”. A reserva técnica não pode ser destinada aos municípios sem o aval do Ministério Público. “O Governo do Estado não pode simplesmente enviar essas doses, porque pode ser acusado de crime de responsabilidade”, explicou.

Para a parlamentar, a falta de planejamento por parte das prefeituras de Mossoró e Natal pode prejudicar o planejamento de imunização de todo o Estado. “É de responsabilidade do Poder Executivo de cada município organizar a vacinação, reservar as vacinas para a segunda dose para que não faltem. Não se pode recorrer à reserva técnica o tempo todo. Para atender à falta de vacinas de Natal, foi autorizado que 10 mil doses da reserva técnica fossem destinadas ao município, e agora o Estado só tem 1% do que é obrigatório ter e as vacinas já acabaram em Natal”. Marleide Cunha reforçou que a governadora Fátima Bezerra (PT) está atenta à situação e já busca uma solução junto ao Ministério da Saúde.



 

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem