Banner 1


No último sábado (24) e domingo (25), Mossoró suspendeu a aplicação da 2a dose da Coronavac. Muitas pessoas ficaram sem receber o reforço da vacina o que, segundo o Butantan, compromete a eficácia do imunizante. 

Em nota, a prefeitura joga para o estado a responsabilidade solicitando vacinas do contingente de "reserva técnica". O Estado, por sua vez, afirma em nota que a Secretaria de Saúde do Estado enviou para Mossoró, ainda no sábado (24), 3.070 doses da Astrazeneca/Oxford e 1.400 doses da coronavac, sendo 840 doses da reserva técnica.

Confira a nota da prefeitura na íntegra

Nota à imprensa

A vacinação contra a Covid-19 continua em Mossoró com o imunizante Oxford/AstraZeneca, em primeira e segunda doses, incluindo o grupo das comorbidades (pacientes renais crônicos). Com o uso da Oxford/AstraZeneca, a imunização vem sendo realizada de forma acelerada todos os dias, incluindo finais de semana e feriados.

Nas últimas três semanas, no entanto, Mossoró tem sofrido com queda no envio de doses de Coronavac, em decorrência da escassez nacional de insumos, o que paralisou a produção dessa vacina e tem comprometido a vacinação em todo o país. 

Tendo essa previsão e trabalhando com o planejamento da aplicação da segunda dose, a Prefeitura de Mossoró solicitou sexta-feira (23), por meio de ofício à governadora Fátima Bezerra, o envio de doses em estoque para continuidade satisfatória da vacinação, especialmente, da segunda dose, nas 10 Unidades Básicas de Saúde abertas no fim de semana. 

A Secretaria Municipal de Saúde está com equipe preparada para dar continuidade à vacinação. Para isso, há no Estado reserva técnica de 11.501 doses (Coronavac/Butantan), segundo dados da plataforma RN + Vacina.

O município entende que a situação é emergencial e, portanto, o Estado tem condições de liberar um quantitativo da reserva técnica para atender os pacientes que necessitam da segunda dose para completar a imunização em Mossoró.




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem