Banner 1


Joanatan Oliveira, morto no início da tarde de terça-feira (13) em um confronto com a Polícia Militar, na cidade de Itaú, é um dos suspeitos de participar do latrocínio que vitimou o Cabo da PM, Francisco Marcolino Sobrinho.

A informação foi confirmada à reportagem do Portal Mossoró Hoje. O suspeito vinha sendo procurado desde o dia do crime, ocorrido na quinta-feira, 8 de abril, no bairro Planalto Treze de Maio, em Mossoró.

Um outro homem, ainda não identificado, também morreu na troca de tiros de terça. Ainda não se sabe se ele também tem envolvimento no latrocínio de Marcolino, mas ambos eram ligados a uma facção criminosa com atuação no estado.

No local onde os dois foram encontrados a polícia apreendeu armas, drogas e celulares. Três mulheres também foram apreendidas na mesma operação.

O CASO

No dia 8 de abril, Francisco Marcolino estava dentro do seu carro quando foi surpreendido por dois suspeitos que anunciaram um assalto. O PM reagiu atirando nos criminosos e acabou sendo atingido com um disparo na cabeça.

Marcolino ficou 4 dias internado, mas teve a morte cerebral confirmada no início da tarde de segunda-feira (12).

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem