Banner 1

 


A Justiça determinou a prisão temporária de um homem e uma travesti presos na quinta-feira (8) suspeitos de estuprar um bebê de apenas 4 meses na cidade de Canguaretama e postar as imagens em uma rede social. Além deles, um adolescente irmão da vítima, que também teria participado do crime, segue apreendido.

Os três confessaram a participação no vídeo colocado na rede social e alegaram ter sido uma brincadeira e que não havia desejo sexual, segundo a Polícia Civil. Nas imagens, o adolescente e outro jovem aparecem “manipulando” o órgão sexual do bebê, enquanto o terceiro envolvido gravava a cena.

A Polícia Militar identificou os suspeitos de 18 e 20 anos de idade e os levou a delegacia. Um deles admitiu ter feito as imagens.

Segundo a Polícia Civil, o adolescente se apresentou à delegacia de Canguaretama no final da manhã. A mãe dele e da criança também prestou depoimento.

Com informações de G1-RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem