Banner 1

 


A Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) anunciou que completará a entrega de 5 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 ao PNI (Programa Nacional de Imunização) até a próxima 6ª feira (16.abr.2021). O imunizante é o da AstraZeneca, desenvolvido em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A fundação já entregou parte das doses (2,2 milhões) nessa 4ª feira (14.abr.2021).

O cronograma pactuado com o Ministério da Saúde, segundo a Fiocruz, segue o esquema de entregas semanais e está sujeito à logística de distribuição definida pela pasta.

O governo federal adquiriu doses do imunizante da AstraZeneca por duas vias: um contrato com a Fiocruz e outro com o consórcio internacional Covax Facility.

A Fiocruz fornecerá, no total, 210,4 milhões de doses da vacina. As primeiras 100,4 milhões de doses serão produzidas com IFA (insumo farmacêutico ativo) importado e as outras 110 milhões serão completamente fabricadas no Brasil.

Eis o cronograma de entregas das vacinas a serem produzidas com o IFA importado:

  • abril – 18 milhões de doses;
  • de 26 de abril a 1º de maio – 6,7 milhões de doses
  • maio – 21,5 milhões de doses;
  • junho – 34,2 milhões de doses.

A vacina da AstraZeneca tem eficácia geral de 76% 22 dias depois da aplicação da 1ª dose, e de 82% após a 2ª dose, que deve ser aplicada 3 meses após a 1ª. Os dados foram publicados na revista científica The Lancet, uma das mais respeitadas do mundo.

Além de prevenir a doença em mais de 80% dos casos, a vacina apresentou 100% de eficácia contra casos graves e hospitalizações. Isso significa que, durante os estudos clínicos, ninguém que foi vacinado precisou ser internado.

Poder 360


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem