Banner 1

 

A Secretaria Municipal de Educação (SME) já consertou 102 computadores e mesas digitais em 22 escolas e Unidades de Educação Infantil (UEIs) da Rede Municipal de Ensino de Mossoró. Os serviços de recuperação dos equipamentos foram iniciados em fevereiro e as equipes técnicas estão atuando nas unidades educacionais das zonas Urbana e Rural.

Na Zona Rural, 67 computadores que estavam parados e danificados nas unidades educacionais foram recuperados, voltando as condições de funcionamento. Já na Zona Urbana foram consertados 24 computadores e 11 mesas digitais. Os equipamentos eletrônicos foram recuperados em pouco mais de um mês do início do mutirão.

Segundo a secretária de educação, Hubeônia Alencar, a gerência administrativa vem desenvolvendo um trabalho de recuperação dos terminais de computadores nas escolas municipais e mesas digitais que estavam sem condições uso nas UEIs. Os primeiros resultados do mutirão foram alcançados com aparelhos obsoletos de informática voltando a funcionar, de modo a atender e dar suporte às escolas quando as aulas presenciais forem retomadas.

“Mesmo sem uma data definida para o retorno presencial, por conta da própria situação de pandemia, nós temos tomado todas as medidas para que possamos preparar as escolas para um eventual retorno. Com relação aos equipamentos, por exemplo, temos uma ação denominada fazendo mais com menos. Com custo baixíssimo temos consertado mais de 100 equipamentos em mais de 20 escolas. Começamos pela Zona Rural e já estamos na Zona Urbana, além de mesinhas digitais, algumas delas com relatos de anos de desuso. Com custo baixíssimo nós conseguimos fazer com que esses equipamentos voltem a funcionar”, destacou a secretária de educação.

Os técnicos têm recuperado computadores utilizados nas direções, secretarias e salas de informática das escolas. A ação já possibilitou recuperar também mesas digitais que deveriam ser utilizadas nas turmas dos anos iniciais do Ensino Fundamental e turmas da Educação Infantil, mas que estavam sem condições uso.

“As mesas digitais foram compradas em outra gestão, mas estavam sem funcionar, paradas. Quando elas foram compradas precisariam anualmente ter uma manutenção no sistema da empresa que vendeu. Inicialmente, teve essa manutenção, mas depois não existiu mais. Agora, os técnicos que estão passando nas UEIs e escolas deram uma olhada nos equipamentos, conseguiram colocá-los para funcionar. Só na Escola Municipal Paulo Cavalcante tinham dez mesas que estavam lá paradas, sem funcionamento. Das dez eles conseguiram que voltassem a funcionar sete, que agora estão em pleno funcionamento novamente. Os técnicos vão fazer esse mesmo trabalho em todas as escolas, o que for possível colocar para funcionar eles irão fazer”, explicou a gerente administrativa da SME, Zilma Silva.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem