Banner 1


Uma professora da rede particular de ensino de Natal morreu aos 26 anos de idade por complicações da Covid-19 em Natal. Gabriela Alves de Souza Lopes não resistiu à doença no fim da tarde de terça-feira (9) após lutar durante nove dias internada.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), a professora estava internada em um leito de UTI do Hospital João Machado, na capital potiguar, onde tentava se recuperar. A jovem morava em São José de Mipibu, na região Metropolitana.

De acordo com a direção do Hospital João Machado, a professora foi internada no dia 28 de fevereiro após agravamento da doença, e morreu às 16h20 da terça-feira (9).

Em nota publicada nas redes sociais, o colégio onde a professora trabalhava, na Zona Sul de Natal, lamentou a perda e disse que ela estava afastada das atividades presenciais e on-line há 25 dias após comunicar que havia tido contato com um familiar que testou positivo para Covid-19. O colégio disse que a professora não teve contato com nenhum colaborador, aluno ou familiar durante esse período.

A escola se solidarizou com a família da professora, que era chamada entre os alunos de Teacher Gabie.

O mais recente decreto municipal permite que as escolas de ensino médio, fundamental e infantil da rede privada e as instituições de ensino superior funcionem com aulas presenciais, desde que atendidas as regras e protocolos sanitários.

Em contrapartida, o governo do Estado já havia publicado um decreto determinando a suspensão das aulas presenciais na rede privada em todo o estado, em função do agravamento da pandemia em território potiguar, com a alta de casos e a pressão sobre os leitos de UTI no estado. A taxa de ocupação no estado, segundo o Regula RN, na tarde desta quarta-feira (10) é de 94%.

Um estudo recente da Universidade Federal do Rio Grande do Norte aponta que a Grande Natal é o epicentro da epidemia de Covid-19 no estado.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem