Banner 1

 

Imagem ilustrativa

Uma ocorrência inusitada ocorreu na tarde de quarta-feira, 24 de março de 2021, em Mossoró. Tudo começou quando o paciente psiquiátrico, Onézimo Cherubim Rocha, de 43 anos, fugiu do Hospital São Camilo de Lelis, localizado no Bairro Nova Betânia. Após fugir da unidade, a cerca de 500 metros, ele roubou um carro Fiat Toro de uma senhora que saía com o filho de uma clínica médica.

Um motorista de aplicativo percebeu a ação delituoso, acompanhou o suspeito e ligou para o CIOSP, passando informações sobre o seu trajeto. A VTR BH comandada pelo sargento S. Filho foi acionada e nas proximidades da Igreja São João Batista, Bairro Doze anos, se deparou com o veículo. Ao perceber a chegada da guarnição, o suspeito fugiu em alta velocidade.

Deu-se então a perseguição que durou mais de 20 minutos por ruas da cidade. Os policiais efetuaram disparos de contenção e mesmo assim o suspeito não parou o carro e saiu pela contramão em várias ruas da cidade. Era uma verdadeira cena de filme de ação, disse o sargento S Filho. Depois de muito tempo de perseguição, Onézimo acabou sendo abordado, quando chegava na casa de sua mãe, no Conjunto Redenção.

O veículo ficou com a frente bastante avariada, devido a uma colizão com outro carro durante a fuga. O infrator foi conduzido à Delegacia de Furtos e Roubos. As vítimas do roubo registraram o BO na DEFUR. Onézimo Cherubim Rocha, responde processo na justiça do Ceará, por crime de trânsito e na justiça do RN por crime de roubo majorado, cujo inquérito foi instaurado em 2013 na Delegacia de Furtos e Roubos.

Quatro advogados que defenderam os interesses de Onézimo Cherubim, na época do fato, apresentaram laudos médicos atestando insanidade mental e a justiça da comarca de Mossoró determinou internação do acusado em hospital psiquiátrico, onde ele se encontrava internado até a fuga.

O delegado Rafael Arraes realizou o procedimento de instauração de inquérito, referente ao roubo, por portaria que será remetido à justiça que deverá adotar as medidas cabíveis. Após os procedimentos na DEFUR, os policiais da especializada, munidos de laudos médicos e comprovação de interdição judicial, conduziram o mesmo de volta ao Hospital São Camilo de Lelis.

Blog Fim da Linha



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem