Banner 1

 


Dados da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural revelam que março foi o mês com maior volume de chuvas registradas em Mossoró em 2021. O terceiro mês do ano registra até esta segunda-feira 141,8mm. Em fevereiro choveu no acumulado do mês 101,5mm. Janeiro teve somente 9,3mm de chuvas nos 31 dias. Até a manhã de segunda-feira, 29, houve o registro de somente 252,6 milímetros.

O meteorologista da Secretaria de Agricultora, Alciomar Lopes de Araújo, destaca que está ocorrendo um falso La Niña o que favorece para o registro de poucas chuvas na região. Ele frisa que as águas do Oceano Pacífico aqueçam para que aconteça deslocamento da massa quente para a região.

“O motivo desse baixo nível de chuvas na região Nordeste é referente a Zona de Convergência Intertropical está localizada na Região Norte. Está acontecendo um falso La Niña. Esse sistema é que favorece um bom inverno na região Nordeste. O que está acontecendo é que o Oceano Pacífico Norte, até os últimos estudos, estava com as águas frias. Para melhorar a situação na nossa região tem de haver um aquecimento de mínimo um grau e meio nas águas do Oceano Pacífico para que aconteça o deslocamento da massa quente para a nossa região e daí poder acontecer as precipitações, ou seja, a Zona de Convergência se deslocar para a Região Nordeste”.

“Geralmente as previsões a gente começa a fazer em outubro através dos estudos da meteorologia. Quando vai aproximando dezembro a gente já tinha uma noção de que o inverno desse ano não seria igual a 2020. A gente já tinha esses cálculos, mas não esperávamos que fosse chegar a nível tão baixo. Pensávamos que o inverno seria razoável, acima da média no início dos estudos. Só uma mudança muito grande na meteorologia para quer aconteça o melhor”, completa.

O meteorologista informa que nos últimos 29 anos a média no acumulado de chuvas ficou em 660 milímetros. Alciomar acredita ser difícil que até o fim da quadra chuvosa o número acumulado chegue próximo a essa média histórica.

“Fazendo um comparativo dos últimos 29 anos, nós tivemos em 1993 o total de 144,2mm de chuvas de janeiro a junho. Em 2005 tivemos aqui dados de 436,3mm no mesmo período. Em 2020 foram 1.169mm e agora até o dia de hoje 252,6mm”, acrescentou.

ACUMULADO DE CHUVAS EM 2021:

Janeiro: 9,3 milímetros

Fevereiro: 101,5 milímetros

Março*: 141,8 milímetros

*Até a manhã desta segunda-feira, 29

Fonte: SEADRU/EMPARN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem