Banner 1

 


O presidente Jair Bolsonaro disse na 5ª feira (25.mar.2021) que a 2ª rodada de pagamentos do auxílio emergencial começará no dia 4 ou 5 de abril. Fez o anúncio em transmissão ao vivo nas suas páginas oficiais nas redes sociais.

“O auxílio emergencial começa no início da semana que vem. No dia 4 ou 5 começa o pagamento de mais 4 parcelas do auxílio emergencial, que já é o maior programa social do mundo”, disse.

O chefe do Executivo disse, logo após o anúncio, que o benefício será destinado “para atender exatamente àqueles atingidos pela política do fique em casa e feche tudo”. Depois disso, voltou a criticar a adoção de políticas de restrição da circulação social.

É a 2ª vez no dia que Bolsonaro critica as medidas de isolamento, adotadas por governadores e prefeitos. As declarações vem 1 dia depois de governadores levarem uma série de demandas ao presidente na reunião dos chefes dos Poderes.

Cada região teve um representante no encontro de 4ª feira (24.mar). Foram eles: Ratinho Júnior (PSD), governador do Paraná; Renan Filho (MDB), governador de Alagoas; Cláudio Castro (PSC), governador do Rio de Janeiro; Ronaldo Caiado (DEM), governador de Goiás; e Wilson Lima (PSC), governador do Amazonas. Alguns deles adotaram medidas que foram atacadas por Bolsonaro durante a crise, como confinamentos.

No vídeo, Bolsonaro disse que a política de fechar comércios e interromper serviços não pode continuar. “A economia, se parar, se a política de fechar tudo de forma radical continuar, a gente não sabe onde vai parar nosso Brasil”, disse.

Poder 360


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem