Banner 1


Tomógrafo do HRTM está quebrado e pacientes aguardam a realização de exames — Foto: Isaiana Santos / Intertv Costa Branca

Exames de tomografia não estão sendo realizados no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró. A denúncia foi feita na tarde desta terça-feira (2) por pacientes que aguardam há mais de 24 horas.

Os pacientes foram informados pelos funcionários da unidade que o equipamento está quebrado. O hospital atende pessoas de Mossoró e de toda Região Oeste.

A assessoria do HRTM confirmou que o equipamento quebrou no fim de semana e que a manutenção acontecerá na sexta-feira (5), quando o técnico conseguirá trocar a peça necessária do tomógrafo.

Enquanto isso, alguns pacientes aguardam exame, como é o caso da artesã Missilene Alves. Na tarde da última segunda-feira (1), ela sofreu um acidente de moto no trecho da Avenida Rio Branco em Mossoró, depois de cair dentro de um buraco na via.

Ela contou que está com dores pelo corpo e no maxilar e ainda com a visão comprometida. Missilene disse que o médico recomendou que ela fizesse três tomografias em partes diferentes do corpo, mas até agora ela não conseguiu realizar o exame.

“Cheguei por volta de umas 14h30 na segunda-feira (1). Me disseram que eu era a primeira na fila da prioridade, só que como já era tarde, me disseram que não ia conseguir marcar, ia ficar pra terça. Passou a manhã inteira nesse vai e vem. Por Deus que eu tenho muitas amizades e amigos resolveram fazer uma rifa com minhas peças pra eu fazer o exame particular”, contou Missilene. Ela precisou arrecadar R$1.040 para realizar o exame que está agendado para esta terça-feira.

Outra paciente na mesma situação é a supervisora de manutenção Jéssica Pinheiro. Ela também estava de moto, quando foi atingida por um caminhão em um retorno na BR-304. Ela foi levada ao HRTM por uma ambulância do Samu na tarde desta segunda-feira (1).

“Estou aqui dependendo de uma tomografia que está difícil, porque o tomógrafo está quebrado e eles estão fazendo marcação para outro hospital. Só que tem muita gente na fila, na frente que está em estado mais grave do que eu. Aí é complicado por isso. Ninguém sabe qual é o dia que vai ser marcado”, contou Jéssica.

Segundo a assessoria do Hospital Regional Tarcísio Maia, o serviço não foi paralisado, apesar da quebra do tomógrafo. Assim, os exames estão sendo realizados no Instituto de Mama de Mossoró. De acordo com o HRTM, os casos urgentes são os prioritários.

Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem