Banner 1


 

A Rússia aprovou no sábado (20.fev.2021) mais uma vacina contra a covid-19. É o 3º imunizante liberado para uso doméstico no país. Os testes clínicos em larga escala, no entanto, ainda não começaram.

O anúncio foi feito na rede de televisão estatal pelo primeiro-ministro Mikhail Mishustin.

A CoviVac, nome dado à vacina, é desenvolvida pelo Centro Chumakov. O local ficou conhecido pelo trabalho com o cientista norte-americano Albert Sabin durante a Guerra Fria. A colaboração levou à produção da vacina contra a poliomielite.

As primeiras 120 mil doses da CoviVac serão liberadas para o programa nacional de vacinação da Rússia em março. Depois, o Centro Chumakov produzirá aproximadamente meio milhão de doses por mês.

O imunizante é feito a partir do vírus inativado. É a mesma técnica usada pela farmacêutica chinesa na CoronaVac. Ao ser inativado, o coronavírus perde a capacidade de se replicar, mas induz o sistema imunológico a produzir anticorpos.

Em janeiro, a vice-primeira-ministra Tatiana Golikova disse que a CoviVac é aplicada em duas doses, com 14 dias de intervalo entre elas. É transportada e armazenada o a temperaturas normais da geladeira, que variam de 2 a 8 graus Celsius.

Segundo o governo russo, a vacina foi testada em 200 pessoas de 18 a 60 anos. O ensaio clínico inicial começou em 21 de setembro. Segundo os dados divulgados pelo país, o imunizante não mostrou efeitos colaterais.

Em agosto, a Rússia aprovou o uso doméstico da vacina Sputnik V também sem ter realizado a etapa de testagem em massa. O imunizante é desenvolvido pelo Instituto Gamaleya, de Moscou. A fase 3 do ensaio clínico começou apenas em setembro.

A análise dos testes clínicos publicada em 2 de fevereiro pela revista médica The Lancet, e validada por especialistas independentes, mostra que o imunizante tem 91,6% de eficácia contra a covid-19 em suas manifestações sintomáticas.

A Rússia também aprovou a vacina desenvolvida pelo Instituto Vector, centro de pesquisa da Sibéria.

A vacinação em massa começou no país em dezembro. Segundo o Our World in Data, foram imunizados 3,9 milhões de pessoas até essa 6ª feira (19.fev.2021) –taxa de 2,67 doses para cada 100 habitantes.

Poder 360



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem