Banner 1


Os 47 reservatórios monitorados pelo Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), iniciaram o mês de fevereiro com 42,33% da capacidade total - praticamente o dobro do que acumulavam no mesmo período em 2020, quando estavam com 21,77%. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (11), através do relatório do Instituto.

Os reservatórios monitorados têm capacidades superiores a 5 milhões de m³. Segundo o Relatório de Volume, as reservas hídricas superficiais totais do RN acumulam em fevereiro 1.852.570.178 m³. No dia 11 de fevereiro de 2020, elas somavam 950.421.609 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do estado, com capacidade de armazenamento de mais de 2 bilhões de m³, está com cerca de 51,02% da sua capacidade total. No mesmo período de 2020 ele acumulava 22,12%.

Entre os reservatórios que também aumentaram o nível na comparação com 2020, está a barragem Santa Cruz, no município de Apodi, que acumula atualmente 27,31%. No ano passado nessa mesma época, o manancial tinha apenas 18,34%. A barragem é a segunda com maior capacidade de armazenamento no RN.

A terceira maior, Umari, em Upanema acumula mais do que o dobro na comparação com o ano passado. Hoje ela está com 70,07% da capacidade, enquanto em 2020 tinha 28,27%.

Alguns reservatórios que estavam secos em 2020, também tiveram boa recuperação. É o caso do açude de Pau dos Ferros, que está com 20,44% da capacidade; do Marechal Dutra, mais conhecido como Gargalheiras, em Acari, que atingiu 19,77%; e o Dourado, em Currais Novos, que está com 47,85% da capacidade.

Pelo menos 4 reservatórios monitorados continuam em situação de alerta, com volumes abaixo dos 10%, como o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 6,77%; Flechas, localizado em José da Penha, com 4,86%; Itans, localizado em Caicó, com 4,33% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,56%.

Dois açudes estão secos, segundo o Igarn, o Inharé, em Santa Cruz e o Trairi, localizado em Tangará. O reservatório Passagem das Traíras, permanece em obras não pode acumular água.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.182.251 m³, correspondentes a 92,4% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.063.950 m³, equivalentes a 49,92% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.375.524 m³, correspondentes a 84,66% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem