Banner 1

 


Disseminou-se pelo mundo a ideia de que a cepa do novo Coronavírus surgiu na China, mas não há informação suficiente para estabelecer que o epicentro da pandemia de Covid-19 tenha sido o mercado de frutos do mar de Huanan, local do primeiro grupo conhecido de infecções na cidade chinesa de Wuhan, afirmou nesta terça (9) a comissão comandada pela OMS (Oganização Mundial da Saúde) para pesquisar a origem do Sars-Cov-2. A reportagem é do jornal Folha de S.Paulo. 

De acordo com Ben Embarek, especialista em segurança alimentar e doenças animais da OMS e presidente da equipe de investigação, os resultados trouxeram mais detalhes sobre a origem da pandemia, mas "não mudaram substancialmente as hipóteses originais".Também não foi possível identificar a fonte animal específica da transmissão de coronavírus para humanos.

A reportagem ainda informa que Liang Wannian, chefe do painel de especialistas Covid-19 na Comissão Nacional de Saúde da China, as linhagens já sequenciadas em morcegos e pangolins, apontados como as mais prováveis origens do Sars-Cov-2, não são suficientemente similares ao patógeno para garantir essa associação.

Com informações da Folha de São Paulo e Brasil 247


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem