Banner 1

 


Um vídeo em que o arcebispo metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, se recusa a dar uma entrevista para o canal de uma paróquia no interior do Rio Grande do Norte viralizou na terça-feira (2). Na oportunidade, o padre se negou a falar com o repórter da paróquia após presidir a missa de encerramento da festa de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Espírito Santo, município a 69 km de Natal. Após repercussão negativa do caso, ele emitiu uma nota para pedir desculpas ao rapaz.

Tudo já estava pronto para a entrevista, mas Dom Jaime fez cara de espanto logo após o repórter começar a falar para a câmera. E assim seguiu enquanto o jovem fazia as considerações iniciais, de forma entusiasmada, antes de entrevistá-lo.

Quando foi questionado, na primeira pergunta, sobre a sensação de participar da festa da padroeira, ele respondeu:

"Eu não estou gostando dessa entrevista, não. Estou achando que estão me usando para me ridicularizar, é? Não sei", falou o arcebispo, que estava com o microfone de lapela, pronto para a entrevista.

Com a negativa do arcebispo em falar, o constrangimento do repórter foi notório. Outra pessoa aparece para tentar contornar a situação e o próprio repórter pergunta ao padre se ele prefere gravar sozinho. Dom Jaime concorda e fala: "A gente vive num mundo muito complexo".

Após a repercussão, Dom Jaime emitiu carta, através da Arquidiocese de Natal, na qual pediu desculpas ao repórter e disse, inclusive, que conversou com ele por telefone.

"Em virtude de polêmica suscitada em redes sociais, venho através desta, como já fiz pessoalmente por telefone, pedir desculpas se posso ter causado algum inconveniente aos irmãos dessa amada paróquia".

"Quem me conhece sabe que não é do meu caráter e se afasta dos ensinamentos cristãos, que há 46 anos tenho por missão difundir e levar a quantos queiram ouvir, causar qualquer tipo de constrangimento ou desqualificar quem quer que seja", completou o arcebispo.

O vídeo original, da transmissão ao vivo da celebração na paróquia, foi retirado do ar.

O G1 também tentou entrar em contato com o repórter, mas não recebeu resposta até a publicação desta matéria.

Veja a nota na íntegra:

Ao caríssimo Padre Alexandre Rossino, à valorosa equipe da Pastoral da Comunicação e a todos os amados fiéis devotos da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, em Espírito Santo (RN).

Em virtude de polêmica suscitada em redes sociais, venho através desta, como já fiz pessoalmente por telefone, pedir desculpas se posso ter causado algum inconveniente aos irmãos dessa amada paróquia no âmbito das relações interpessoais, na noite desta segunda-feira, 01 de fevereiro, após a última novena da Festa de Nossa Senhora da Piedade.

Quem me conhece sabe que não é do meu caráter e se afasta dos ensinamentos cristãos, que há 46 anos tenho por missão difundir e levar a quantos queiram ouvir, causar qualquer tipo de constrangimento ou desqualificar quem quer que seja.

Ao agente Ricardo e demais membros daquela equipe da Pascom, meu reconhecimento pelo importante trabalho que desempenham, bem como todas as equipes da Pastoral da Comunicação em nossas paróquias, especialmente, durante este período da pandemia, proporcionando que os fiéis possam participar das missas e demais celebrações, mesmo de forma virtual. Que Deus os recompense pelo zelo missionário e evangelizador, por meio da comunicação.

Deus os favoreça.

Dom Jaime Vieira Rocha, arcebispo de Natal

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem