Banner 1


De janeiro a abril de 2020, o Rio Grande do Norte registrou aumento dos casos de roubos e furtos de veículos, em relação ao ano anterior. Mas a partir de maio, houve queda dos casos e o estado fechou o ano com redução de crimes deste tipo, de acordo com dados da Polícia Civil levantados pela Secretaria de Segurança do Estado.

Ao todo, o estado terminou o ano com 6.166 roubos e furtos de motos e carros, contra 7.021 no ano anterior - uma diferença de - 12,2%. Para o delegado Joacir Rocha, da Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), o isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19 foi um dos fatores que motivaram a queda.

A maior redução foi nos crimes envolvendo motocicletas. O estado terminou 2020 com 2.930 motos roubadas ou furtadas, contra 3.488 em 2019. Uma redução de -16%. Quanto a automóveis, a redução foi de 8,3%. Foram 3.236 no ano passado, contra 3.530 no ano anterior.

"Com certeza, um dos principais fatores foi a pandemia, com a redução da circulação de veículos", apontou o delegado Joacir Rocha. Por outro lado, ele afirma que a tendência se manteve, mesmo com a redução do isolamento social, por causa de outros fatores, como a melhora da eficiência das Polícias Civil e Militar.

O delegado aponta que operações realizadas entre julho e novembro combateram vendas de peças de carros roubados em sucatas. Além disso, houve aumento da presença da Polícia Militar, com a formação de mais mil soldados, que foram colocados nas ruas.

"Em novembro já não havia tanto isolamento, mas a tendência continuou. Se observar, em todo lugar, tem mais viaturas da PM", apontou.

G1/RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem