Banner 1

 

Três homens foram presos na manhã de sexta-feira (22) por suspeita de envolvimento no latrocínio que vitimou o ex-candidato a vereador Carlos Reginaldo Nogueira Holanda Júnior, conhecido como Espanta, de 31 anos.

O crime aconteceu na noite de quinta-feira (21). Carlos Júnior trabalhava como motorista de aplicativo e teria sido morto após reagir a uma tentativa de assalto, na Favela do Fio, em Mossoró.

De acordo com a Polícia Civil, após as prisões e depoimentos dos suspeitos, ficou comprovado que apenas dois dos presos hoje estão diretamente envolvidos no crime. O terceiro homem foi preso por estar portando drogas no momento da abordagem. Ainda há uma outra pessoa foragida. (Veja na foto abaixo)

Antonio Lucas Lobo Maia está foragido




O carro da vítima, bem como celular, que haviam sido roubados no momento do crime, já foram recuperados. Os suspeitos foram encontrados na região do Abolição 5....

Em entrevista coletiva, concedida à imprensa na tarde de sexta-feira (22), o Delegado Valtair Camilo, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró, afirmou que o disparo que tirou a vida de Carlos Reginaldo Nogueira Holanda Júnior, de 31 anos, foi “por pura maldade”, não justificando o fato de a vítima ter ou não reagido durante a ação.

Estão presos pelo crime:

- Vanderclayton Leandro de Lima, conhecido por bigode, que teria emprestado a arma do crime para os autores.

- Marcos Vinicius Silva dos Santos. Este confessou ter participado da ação, mas afirmou que o comparsa seria o autor do disparo.

O terceiro envolvido, Antônio Lucas Lobo Maia, está foragido. Em liberdade provisória, sendo monitorado por tornozeleira eletrônica, ele teria quebrado o equipamento da manhã de sexta e fugido de casa. O homem foi apontado por Marcos Vinícius como o autor do crime.

A Polícia realizou diversas diligências para capturá-lo, até na cidade de Icapuí, no Ceará, mas sem sucesso.

A Polícia Civil pede que quem tiver informações que possa levar ao paradeiro de Antônio Lucas, que entre em contato pelo 190, com garantia de sigilo da fonte.

Após autuados, Vanderclayton e Marcos Vinícius foram levados para a cadeia pública de Mossoró, onde permanecerão à disposição da justiça.

Com informações do Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem