Banner 1

 


Na manhã desta segunda-feira 18 durante cerimônia, o diálogo entre a Fátima Bezerra (PT) e o ministro Eduardo Pazuello chamou a atenção de jornalistas que cobriam a reunião entre governo federal e governadores para a entrega das vacinas. Isso porque a governadora foi interrompida diversas vezes pelo titular da Saúde. 

“Destacando a postura do ministro, faltou um pouco de delicadeza, de educação e foi bastante machista com a governadora do Rio Grande do Norte. Ela pedia para ele ‘deixa eu só terminar, só finalizar’, e ele tentando cortá-la”, comentou a apresentadora da GloboNews Júlia Duailibi.

A crítica foi reforçada pelo jornalista e comentarista política Octávio Guedes, que destacou a postura do ministro. “Foi o único momento que o ministro Pazuello tentou interromper a participação, contra uma mulher, a governadora Fátima”, disse. Guedes defendeu ainda o direito dos governadores promoverem ações de vacinação simbólica em seus estados, como fez o governador João Doria (PSDB) em São Paulo.

Agora RN


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem