Banner 1

 


Após dez meses com as portas fechadas ao público, a Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte voltou a funcionar. De início, o prédio vai funcionar em horário especial, de segunda à sexta-feira, das 8h às 14h. A partir da próxima segunda-feira, 01, o horário será estendido, funcionando das 8h às 18h, também de segunda à sexta-feira.

O prédio que abriga um vasto e rico acervo bibliográfico recebe desde a semana passada usuários interessados nos serviços de empréstimos de livros, salas para estudos e leituras, além de uso de internet gratuita.

Segundo Francisca Maria Araújo da Costa, coordenadora pedagógica do acervo infantil, com o passar dos dias a demanda vem aumentando. “A procura está crescendo a cada dia, pois quando as pessoas tomam conhecimento que voltamos, cresce o número de usuários”, frisou a servidora.

Cumpre ressaltar que a biblioteca está operando observando os protocolos de segurança sanitária como distanciamento social, uso de máscara, além da disponibilização de álcool em gel nos departamentos que integram a estrutura do equipamento. “Estamos cumprindo rigorosamente as regras de segurança preconizadas pelos órgãos de saúde. Isso nos assegura funcionar em conformidade com o disciplinado pelas autoridades”, ressaltou Francisca Maria Araújo.

A Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte possui um acervo de aproximadamente 56.000 exemplares e conta com um público diversificado, abrangendo usuários de várias faixas etárias. Estudantes dos mais diversos níveis de ensino, inclusive, pessoas já formadas que vem até o espaço estudar para provas de concursos públicos e até mesmo o ENEM.

Josemar Lemos, servidor público e usuário da biblioteca, aprovou a retomada dos serviços. “Desde que soube da reabertura estou vindo todos os dias. Para mim é muito importante, pois o espaço proporciona um ótimo aproveitamento nos estudos. Outro diferencial que destaco é o fato de ser um espaço tranquilo, pois isso faz toda diferença no nosso rendimento, além disso, a localização é privilegiada, bem no Centro de Mossoró, perto de tudo”, finalizou Josemar.

A pequena Jhoyce Lavinny, 9 anos, estudante da 5ª série do ensino fundamental, aproveitou a manhã desta quarta-feira (27), para visitar o prédio acompanhada do seu pai e se mostrou satisfeita com o espaço voltado para o público infantil. “Eu adorei tudo que vi aqui, os livros, a decoração está linda. Trouxe meus materiais, meus livros e canetas”, relatou.




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem