Banner 1

 


A Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Cultura, reuniu na tarde de quarta-feira, 13, servidores da pasta para debater o funcionamento da Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte, que se encontra fechada desde março do ano passado.

Com a pandemia da covid-19, o equipamento parou de receber o público externo, que em média girava em torno de 1.600 usuários por mês, composto em sua maioria por estudantes dos mais diversos níveis de ensino.

Diálogo

Diante da situação, o secretário municipal de Cultura, Etevaldo Almeida, convocou os servidores para dialogar acerca de propostas para que o equipamento volte a operar ainda em janeiro.

“Era comum sempre no mês de janeiro a biblioteca fechar para o atendimento para o público, uma vez que os servidores estavam de férias. Contudo, a pretensão da atual gestão é que possamos mudar essa realidade criando condições para que o espaço seja aberto já neste mês”, ressaltou.

O secretário enfatizou o interesse na retomada dos serviços ao público nas próximas semanas, considerando que muitos estudantes estão prestes a realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“Queremos trazer os jovens de volta para o espaço, que é para servi-los. Conheço muitos estudantes que clamam pela abertura do prédio, pois veem aqui uma fonte de conhecimento”, acrescentou o secretário.

Para a servidora Wanderléa Lima, que é professora, a volta dos atendimentos ao público é de extrema importância para democratização do acesso ao conhecimento. “A biblioteca municipal é a casa da leitura de Mossoró, um dos alicerces da nossa cultura”, relata. A servidora destacou alguns dos diversos recursos disponíveis na Biblioteca Municipal Ney Pontes Duarte, tais como: sala de leitura e estudo, cabines individuais, empréstimo de até três exemplares de livros para cada usuário. O acervo geral compreende aproximadamente 56 mil exemplares.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem