Banner 1

 


A Patrulha Maria da Penha, criada através de um projeto do Governo Federal em parceria com a Guarda Civil de Mossoró para atender ocorrências relacionadas a violência doméstica contra a mulher, efetuou a primeira prisão relacionada ao assunto.

Arthur Christian da Silva, de 23 anos, foi preso no final da tarde de quinta-feira, 17 de dezembro de 2020, por descumprir uma medida protetiva expedida pela justiça em favor de sua mãe. A medida foi originada a partir de ameaças feitas por ele a sua genitora a cerca de um mês.

Ao tomar conhecimento da agressão, denunciada pela vítima, o judiciário determinou que o jovem não se aproximasse da casa de sua mãe. Na tarde de quinta-feira a equipe da Patrulha Maria da Penha, realizava visitas em casas de vítimas da violência doméstica e ao chegar na residência se deparou com Arthur que estava no interior da casa da mãe. 

Ele foi conduzido à Delegacia de Plantão da Polícia Civil para que o delegado adote as medidas  cabíveis. A Patrulha Maria da Penha entrou em atividades no dia 07 do corrente mês e todos os dias realiza visitas à residências de mulheres vítimas da violência doméstica.

Fim da Linha


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem