Banner 1


A Câmara Municipal de Mossoró acaba de aprovar o reajuste salarial de 20% para os vereadores que irão compor a próxima legislatura a ser iniciada na próxima sexta-feira, 1º de janeiro de 2021.

O projeto de lei complementar, que alterou os valores dos subsídios dos vereadores, foi aprovada em sessão extraordinária, convocada pela Mesa Diretora da Casa. No entanto, o reajuste dividiu a Casa e apenas 11 vereadores (número mínimo exigido pelo regimento) compareceram e votaram a favor da proposta.

Foram eles:

- Alex Moacir (Progressistas)

- Alex frango (PMB)

- Didi de Arnor (Republicanos)

- Genilson Alves (Pros)

- João Gentil (Rede)

- Manoel Bezerra de Maria (Progressistas)

- Maria das Malhas (Progressistas)

- Raerio Cabeça (PSD)

- Ricardo de Dodoca (Progressistas)

- Tony Cabelos (Progressistas)

- Zé peixeiro (Progressistas).

Foram contra o reajuste e não compareceram ao plenário: presidente Izabel Montenegro (MDB), Gilberto Diógenes (PT), Francisco Carlos (Progressistas), Sandra Rosado (PSDB), Aline Couto (PSDB), Emílio Ferreira (Progressistas), Petras Vinícius (DEM), Flávio Tácito (Progressistas), Ozaniel Mesquisa (DEM) e Rondinelli Carlos (PMN).

De acordo com o projeto, apresentado pela Mesa Diretora da Casa Legislativa, o subsídio dos vereadores, hoje em R$ 12.600, foi reajustado para R$ 15.190. Com isso, a despesa com os vereadores que hoje é de R$ 264.600 mil/mês, subirá para R$ 349.370 mil. O impacto será de R$ 84.770,00 mil por mês e de R$ 1.017.240 por ano.

O novo salário passará a valer a partir de 1º de janeiro de 2022.

Blog César do César Santos




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem