BANNER 1

 

Rosalba caminhou com o vice pelo centro da cidade. (Foto: publicação) 

Candidata à reeleição pela Coligação Força do Povo, a prefeita Rosalba Ciarlini, do PP, passou maus bocados no interior de uma loja à Rua José de Alencar, no centro de Mossoró, nesse sábado (10).

Bateu boca com o lojista Alvany Vieira (Casa dos Parafusos) e um cliente, sem saber que um deles era pai do adversário e deputado estadual Allyson Bezerra, do SDD, o senhor José Américo, agricultor.

Em caminhada pela calçada e lojas da rua, Rosalba entrou na Casa dos Parafusos e viu que os dois estavam sentados por trás do balcão, com botton de Allyson no peito. Foi logo para cima.

- Já vi que vocês se decidiram.

E emendou no ataque, sem esperar qualquer reação de ambos.

"Mas, esse 'menino' (referência ao candidato Allyson) não é o que vocês estão pensando, não. Ele já votou até em Silveira (ex-prefeito) e em mim" - disse Rosalba, até mesmo se depreciando politicamente e se juntando ao antecessor no enxovalhamento.

Já ficando nervosa e com o dedo apontado para o lojista e José Américo, ouviu desse uma resposta incisiva: "Um dia desses, esse aí (apontando para o vice Jorge do Rosário-PL) estava esculhambando a senhora. Aí não é demais, não?"

Não se dando por vencida, e vendo Jorge do Rosário saindo de fininho da loja, Rosalba continuou o duelo verbal: "Não é a hora dele, não é a hora dele ser candidato a prefeito", repetia, como se tivesse o poder de escolher adversário e quem pode e quem não pode ser candidato em Mossoró.

E passou à provocação:

Manoel Bezerra (vereador governista e tio de Allyson, que votou em Larissa Rosado-PSDB para deputado estadual em 2018) está comigo.

Seu José Américo não se calou: "Ele sempre esteve com a senhora, está onde sempre esteve".

Discursando sobre dificuldades que enfrentaria na prefeitura e prometendo um governo melhor, se reeleita, Rosalba foi retirada pelo braço do interior da Casa dos Parafusos pelo cinegrafista Marcelilno Neto, a pedido de Jorge, que já estava à calçada, longe da discussão. "Tire ela dali logo!", orientou.

A prefeita saiu ao lado dos seus aliados, candidatos a vereador e militantes sem saber que um daqueles homens, com quem discutira, era pai de Allyson Bezerra. E outra coincidência: o lojista Alvany Vieira foi o primeiro empregador de Allyson no comércio, quando ele era adolescente.

* Fonte: blog da Cris.