BANNER 1

 


A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e Juventude vem dando continuidade ao projeto História das Histórias: nas trilhas do cordel. Devido a pandemia do novo coronavírus, as aulas de instrumentos musicais estavam sendo realizadas através de videochamadas, e de um canal no YouTube.

Jordana Gurgel, psicóloga e supervisora do projeto, explicou a importância do programa. "Esse projeto é desenvolvido pela Prefeitura de Mossoró em parceria com o Amigo de Valor e o Banco Santander. Ele é voltado para adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas. Hoje a gente está fazendo essas visitas, porque devido a pandemia, as oficinas que ocorrem nos CREAS, estão acontecendo de forma remota, no YouTube. Estamos levando os instrumentos até os adolescentes, onde eles têm contato com xilogravura e equipamentos", explicou.

A primeira visita foi realizada na casa da jovem Érica Mikaelly. Ela ficou feliz com a visita da equipe. "Eu gostei desse projeto desde o primeiro dia que eu entrei. Devido a pandemia, fui acompanhando os vídeos pelo WhatsApp. Agora, chegaram até a mim e estou bastante feliz", comentou.

O professor de violão, Alex Magno, falou da força de vontade dos participantes do projeto.  "É um sentimento de muita felicidade. Percebemos o resultado do feedback deles com a gente, de estar sempre assistindo as videoaulas, sempre querendo aprender. A força de vontade que demonstram, mesmo com toda dificuldade, é encantador", disse.

Ao final da visita, Érica recebeu um presente do projeto. Uma xilogravura representando o período em que ela foi a Rainha do São João. "É uma experiência única. Me sinto gratificado e com sorte de participar de algo assim. A xilogravura representa um pouco da história de quem está com a gente. Se conseguimos uma vitória no meio dessa problemática toda, já é uma premiação muito grande", comentou.

Até o momento o projeto atende 18 adolescentes, e já foi renovado até o ano de 2021. O programa busca recuperar adolescentes em liberdade assistida por meio da literatura de cordel, música, arte e  do afeto e do encaminhamento para serviços e programas que propiciem o desenvolvimento social, a autoestima e o acesso a direitos e políticas públicas.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem