BANNER 1

 


Na tarde de segunda-feira (05), Gabriel Soares da Silva, 20 anos, morador do Bairro Sumaré, foi morto a tiros de pistola e revólver. O crime aconteceu dentro de uma serraria na Rua Monica Helena G Dantas, no Planalto 13 de Maio em Mossoró.

Segundo a PM, a vítima estava trabalhando na serraria quando dois homens entraram e executaram o rapaz. Muitas cápsulas de pistola e estojos  de revólver ficaram espalhados pelo chão.

Ainda de acordo com a polícia, a moto usada pelos criminosos havia sido roubada a poucos minutos, próximo ao local do homicídio. Não há informações sobre a motivação do crime. a vítima não tinha passagem pela polícia.

Ainda na segunda-feira, Maria Divani de Souza, de 45 anos de idade, foi encontrada morta dentro do quarto da sua residência, no Assentamento Maracanaú, na zona rural de Mossoró.

De acordo com a perícia criminal, o corpo da agricultora apresentava cortes e perfurações provocados por um instrumento perfurocortante nas costas e em regiões letais como pescoço e rosto. O corpo já estava em avançado estado de putrefação.

O perito criminal Marcos Dayan estima que o crime tenha ocorrido no último sábado, dia em que a vítima foi vista em público na comunidade pela última vez. Depois disso, seus familiares não conseguiram mais contato com Maria Divani.

A equipe da Delegacia de Plantão comandada pelo delegado Caetano Baumam ouviu familiares da vítima que apontou um possível suspeito para o crime. 

Na manhã desta terça-feira (06), no Projeto de Assentamento Apodi, região da Maísa, zona rural do município, um jovem conhecido como Caio foi morto a tiros.

Ele foi encontrado morto com perfurações às margens de uma estrada de barro de acesso ao Assentamento. Policiais militares da Base Maísa, isolam o local do crime.

Com mais esse assassinato, Mossoró registra 142 homicídios em 2020.




Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem