BANNER 1

 

O ministro Tarcísio Gomes de Freitas, de Infraestrutura, voltou a falar que vai duplicar a BR 304 e o processo começa já no próximo ano. O primeiro passo para duplicar o trecho da rodovia de Macaíba (RN) a divisa com o Ceará foi dado pelo senador Jean Paul Prates, do PT, quando incluiu, em 2019, esta obra no plano de investimento do Governo Federal de 2020 a 2023.

A BR 304, no trecho Natal até a divisa com o Ceará, ficou estreita para o tamanho do fluxo de carros entre Natal e Fortaleza, assim como de caminhões transportando cargas da região Oeste do Rio Grande do Norte, como sal, frutas e minérios. Para Jean Paul Prates, a duplicação da BR 304 é estratégico para o desenvolvimento econômico do Oeste do RN.

E para o Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra, do PT, já declarou em entrevista que o processo de reaquecimento da economia passa essencialmente pela interiorização dos investimentos no setor produtivo. É o caso da extração de calcário, a produção de sal e frutas para o mercado internacional, em especial agora a China.

Além da BR 304, durante a transmissão ao vivo ao lado do presidente Bolsonaro, o ministro Tarcísio destacou que o Governo Federal já vai começar também no próximo ano várias outras rodovias federais e duplicar outras. Entre as obras que precisar de maior aporte financeiro do Governo Federal, está a ferrovia norte sul. Tarcísio disse que já no próximo ano a ferrovia que liga o Maranhão ao porto de Santos, em São Paulo, já vai estar em atividade com vagão duplo.

A duplicação da BR 304, já está acontecendo num trecho no município de Macaíba. É a reta tabajara. Esta obra, no entanto, já se arrasta por anos, sem que seja concluída. Neste caso, a duplicação da BR 304, que o ministro Tarcísio faz referência na transmissão ao vivo, não contempla este trecho que já está em obras, devendo ser concluído no próximo ano.

O primeiro passo desta obra dado pelo senador Jean Paul Prates foi incluí-la no Plano Plurianual de 2020 a 2023. O segundo passo será alocar os recursos no Orçamento Geral da União e o terceiro passo é executar a obra. O Governo Federal pretende, após duplicar, fazer uma concessão para uma empresa privada fazer a manutenção. É provável que cobre pedágio.

Mossoró Hoje


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem