BANNER 1

 


Dentro das comemorações do centenário de Vingt-un Rosado, na quinta-feira, 24, a esquete que resume a vida desta importante personalidade histórica da cidade foi apresentada na Biblioteca Ney Pontes Duarte. A ação marcou a solenidade de entrega da premiação aos cinco primeiros colocados do concurso literário realizado em junho deste ano.

O concurso nasceu da ideia de homenagear alguns acontecimentos que se passaram em Mossoró e o principal deles, os 93 anos da resistência ao bando de Lampião. A partir disto, a Prefeitura de Mossoró, em parceria com a Coleção Mossoroense, foi idealizado um concurso em que os participantes enviassem os seus textos relacionados à resistência. “O concurso foi muito bem aceito, inclusive nacionalmente. Tivemos participantes de todas as Regiões do país, exceto a Região Sul”, destacou Eriberto Monteiro, representante da Coleção Mossoroense.

A ideia era que os cinco primeiros colocados tivessem seus textos publicados pela Coleção Mossoroense, com o selo do centenário de Vingt-un Rosado. “O maior incentivo do concurso é, além da leitura, a premiação com obras literárias, para que possa ser mantida essa pesquisa”, continuou.

Eriberto Esdras de Oliveira ficou em quarto lugar no concurso e escreveu uma história um tanto inusitada, vinda do futuro. “A minha inspiração foi a própria resistência, só que contada do futuro. Eu imaginei como este fato poderia inspirar as gerações através do tempo, então imaginei uma ficção, que se passa em um futuro dominado pela inteligência artificial, com seres humanos determinados geneticamente que vivia na Mossoró de um futuro bem distante, e estes se inspirariam na história da resistência para iniciar uma revolta contra o sistema”, explicou.

Para ele, é importante ao incentivo a esse tipo de leitura e produção literária. “Eu sou apaixonado por história e o que me interessa mesmo são as histórias das pessoas e dos pequenos municípios, das cidades de médio porte como Mossoró que têm a sua relevância. Eu me inscrevi no intuito de participar e não de estar classificado, mas um concurso como esse é importante não só para revelar novos talentos, mas principalmente para divulgar a história da cidade”, frisou Eriberto Esdras.

Seguindo a programação do centenário do professor Vingt-un Rosado, realizada pela Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Coleção Mossoroense, na manhã desta sexta-feira, 25, foi realizado o plantio de um baobá, no Parque Municipal Maurício de Oliveira.



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem