BANNER 1

 


O Rio Grande do Norte possui, atualmente, 48 policiais civis e militares presos suspeitos de crimes contra a vida econtra o patrimônio. Os mais recentes a entrar para a lista, são três cabos presos na quinta-feira 17,investigados por envolvimento na morte de um jovem de 18 anos. Um quarto policial militar (um sargento), detido em agosto, teve sua prisão temporária renovada e também é suspeito de participar da morte de Giovani Gabriel do Souza Gomes – crime ocorrido em junho deste ano.

Leia também

Polícia Civil prende três policiais militares lotados na Grande Natal suspeitos de envolvimento no homicídio do jovem Gabriel

A morte do jovem Gabriel, como era mais conhecido, causou repercussão em todo o estado e chamou a atenção até da governadora. Em suas redes sócias, Fátima Bezerra cobrou celeridade nas investigações e punição aos culpados. Em Natal, familiares e amigos do jovem Gabriel realizaram vários protestos, também exigindo respostas para o homicídio.

Segundo a Vara de Execuções Penais de Natal, 23 PMs e 3 policiais civis cumprem pena em unidade prisionais do estado, seja no regime fechado ou semiaberto (monitorados ou não por tornozeleiras eletrônicas). E outros 22 PMs, segundo a própria Polícia Militar, estão detidos em unidades da própria corporação, seja no Quartel do Comando Geral ou na Academia de Polícia. No entanto, não foi possível distinguir quantos respondem por crimes contra a vida, como homicídio ou tentativas de homicídio, ou demais crimes do Código Penal Brasileiro.

Agora RN



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem