BANNER 1

 


A Petrobras anunciou na última semana um reajuste de 4% nas refinarias, a expectativa é que a gasolina fique ainda mais cara nos próximos dias. O valor médio do litro para as distribuidoras teve um aumento de R$ 0,06 e passou a ser vendido por R$ 1,66. As informações são da Rádio Bandeirantes. 

A elevação do preço nas bombas de combustível assusta depois de uma queda causada pela restrição de circulação de pessoas por causa da pandemia. De acordo com os dados da Agência Nacional do Petróleo, em março, período anterior à pandemia, o valor médio da gasolina era de R$ 4,28. Em maio, no auge da doença, o combustível caiu para R$ 3,68. No mês de agosto, o preço médio voltou ao patamar de R$ 4.

Para o presidente do sindicato que representa os postos de São Paulo, José Alberto Paiva, a tendência é de mais aumento pela frente. Em 2020, foram 30 mudanças no preço da gasolina até agora, sendo 14 aumentos e 16 reduções, de acordo com a Petrobras. No acumulado do ano, o combustível teve redução de 13%.

Com informações da Rádio Bandeirantes


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem