Banner 1

 


O coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, vai deixar o comando da força-tarefa nos próximos dias. O motivo seria um problema de saúde de sua filha. A informação foi confirmada por fontes ligadas à operação.

Dallagnol trava uma ofensiva na justiça para evitar que o Conselho Nacional do Ministério Público abrisse um processo administrativo disciplinar contra ele, o que poderia evoluir para seu afastamento da coordenação da força-tarefa.

Além disso, o procurador-geral da República tem até a próxima semana para decidir se renova a equipe de Curitiba.Nesta segunda-feira, a Advocacia-Geral da União provocou o Supremo Tribunal Federal a redistribuir o recurso que autorizaria o CNMP a retomar a análise de duas ações que pedem o afastamento dele.

O relator, ministro Celso de Mello, que suspendeu a análise dos pedidos contra Deltan no Conselho, está em licença médica.Pelo regimento interno do STF, em casos de licença do relator, poderá haver a redistribuição do processo ao ministro mais antigo do colegiado. No caso da Segunda Turma, é o ministro Gilmar Mendes.

Nos bastidores, a saída de Dallagnol da equipe é vista como uma saída honrosa após seis anos à frente da Lava Jato.

Por Daniel Adjuto da CNN Brasil



Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem