BANNER 1

 

A reforma da previdência para os servidores estaduais será votada nesta quinta-feira(24), em primeiro turno, pela Assembleia Legislativa. Após o governo Fátima decidir não seguir a reforma do governo Bolsonaro, o Estado se vê neste momento em um cenário curiosamente delicado que no projeto sancionado pelo governo federal em 2019.

Além da governadora, que antes de assumir o Estado era contra a reforma, o senador Jean Paul Prates(PT-RN) também classificava o projeto como “ruim e não necessário”, e atualmente apoia a mesma, que castiga o servidor em moldes mais severos que do projeto sancionado pelo governo Bolsonaro.

Trecho acima, em entrevista do senador petista a Diógenes Dantas, na 96 FM, no período da discussão e votação da reforma do governo federal, contrasta com o cenário atual.

Lembrando, Jean Paul foi uma das vozes mais eloquente contra a reforma do governo federal.

O famoso Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.

Blog do BG


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem