BANNER 1

  

A Prefeitura de Mossoró, por meio da Secretaria de Saúde, acionou a presença do carro fumacê para todos os bairros da cidade devido a um aumento atípico de notificações das arboviroses (Dengue, Zika e Chikungunya) nas últimas semanas. Inicialmente o trabalho de bloqueio começou no fim da tarde da segunda-feira (21) pelos bairros Alto de São Manoel, Planalto Treze de Maio e Dom Jaime Câmara com oito carros fumacês, sendo sete de rotas e um de reserva. Cada bairro da cidade deverá receber até seis ciclos de aplicação do inseticida, devendo haver um intervalo de pelo menos três dias entre um ciclo e outro.

A Secretaria de Saúde vai divulgar os novos bairros que serão contemplados com o carro fumacê à medida que os trabalhos forem concluídos nesses três iniciais. O fumacê poderá percorrer até 200 quarteirões por dia. Os horários de aplicação variam de 5h até, no máximo, às 7h e das 17h até, no máximo, 19h.

A Vigilância em Saúde do Município orienta que a população mantenha portas e janelas abertas para uma melhor aplicabilidade do inseticida. A Vigilância também reforça que a sociedade precisa e deve ser uma importante aliada no combate contra as arboviroses. É preciso eliminar recipientes com água parada nas residências, proteger as caixas d’águas, tanques e tonéis. São medidas mínimas que cada mossoroense deve fazer para auxiliar o poder público na guerra contra as arboviroses. Apesar de um trabalho intenso dos agentes de endemias para evitar qualquer aumento das arboviroses, mesmo com limitações de entrar nas casas dos mossoroenses devido à pandemia da covid-19, a população ainda não contribui da forma como poderia ajudar.

Pensando na situação dos criadores de abelhas de Mossoró, a Secretaria Municipal de Saúde se reuniu de forma antecipada com a Associação de Meliponicultores e Meliponicultoras Potiguar (AMEP) e Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER/RN) para apresentar toda a rota do carro fumacê e assegurar que ele vai circular por zonas na cidade, evitando possíveis perdas de abelhas.

Victor Hugo, representante da AMEP, está ciente da presença do carro fumacê e confirmou que já teve reuniões com a Secretaria de Saúde há duas semanas. Ele recebeu todas as rotas do carro fumacê e já encaminhou as orientações aos associados da AMEP. “Estamos constantemente em contato com a equipe da Secretaria de Saúde para caso aconteça alguma coisa dar a notícia em tempo real aos meliponicultores. Eles estão organizados em um grupo que todas as informações a gente expõe para que possam se prevenir em relação a possíveis problemas de intoxicação.”, disse Hugo.


Postar Comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem